Precisamos conversar sobre porcentagens

100

Precisamos falar sobre se doar, sobre medos e insegurança. Sou direto e de cara já pergunto: você vai ser 100%?

E quando digo 100%, me refiro a tudo.

É que não adianta entrar em uma relação se você não for 100%. É preciso entender inclusive a vulnerabilidade que as redes sociais causam, a facilidade com que, hoje em dia, nos tornamos íntimos à alguém com dois dias de conversa no bate-papo. É preciso desconectar, e quando digo desconectar, não falo em quebrar o celular, ou excluir os aplicativos, falo em desistir daquelas inúmeras conversas no whats em que você diz “somos só amigos”, mas para seus amigos mais íntimos, você chama de “plano B”.

É que não serve mais ouvir apenas palavras bonitas, e depois ficar em silêncio, ou entrar naquela roleta de “hoje chamo ou não chamo”. Chega uma hora em que os joguinhos cansam, histórias duvidosas saturam e pessoas dissimuladas enjoam. Chega um momento em que ficamos sem paciência para atitudes hediondas. É preciso ser simples e verdadeiro.

Precisamos falar sobre transcendência, é que beijar pessoas bonitas pra aumentar o ego não tem mais graça, e como quem tem fome e bebe água, sexo sem compromisso nos finais de semana não sacia. Só palavras não conquistam, tampouco quando vêm acompanhadas de elogios superficiais e nem a estranha coincidência de ter a mesma banda favorita se torna algo comemorável (afinal, a banda é boa pra caramba mesmo).

Porque em algum momento, a ilusão de que a vida vai ficar mais fácil desaparece, como quem acredita em Papai Noel, mas nem por isso se deixa de comemorar o Natal ou dar presentes. É preciso viver sabendo lidar com a dificuldade. Não estou dizendo que será ruim ou infeliz, mas com certeza a vida vai se tornando difícil: são contas pra pagar, pessoas que teremos que cuidar na velhice, filhos para educar, doenças, mortes pré-anunciadas e outras inesperadas, e até planejar a janta de natal se tornará complicada, pelo simples fato de envolver várias pessoas que nem sempre se dão bem. A vida vai ficar complicada.

Por tudo isso, é preciso poupar a energia com pequenas aventuras, as distrações não atraem como antes e nem se tornam envolventes. É preciso não perder a oportunidade e nem o foco. É preciso buscar a simplicidade, encontrar a pureza, querer alguém que abrace o sonho, que compartilhe os planos, que se entrega de corpo e alma. É preciso estar com alguém que seja 100%.

Anúncios

26 comentários em “Precisamos conversar sobre porcentagens”

  1. Gostei do texto, mas sou do tipo de pessoa que acredita que existem momentos e momentos. Tem horas que a gente precisa focar mais na gente e brincar um pouco com os relacionamentos, ser mais leve e não se apaixonar faz bem as vezes também. Em outros momentos, pular de cabeça num relacionamento é muito melhor…
    Beijos!

    Curtir

  2. Não conhecia teu blog e confesso que achei o nome bem interessante, curiosa para saber o porquê mas… vamos ao texto não é. Achei teu texto muito bom, bastante reflexivo. Realmente é preciso estar 100%, acho que em tudo, em nossas relações, em nossa vida. É preciso se doar, ceder, aprender com o outro e aprender com os próprios erros.
    Precisamos evoluir! bj
    http://www.pilateandosonhos.com

    Curtir

  3. Caramba, como me identifico com teus textos! Num relacionamento tem que ser assim, ou a pessoa se entrega ou não vive nada, e isso inclui ser uma pessoa mais madura, e que abandona as ideias vazias que se tem quando se é solteiro e há inúmeras “amizades” como plano B. Deu até vontade de compartilhar com uma certa pessoa mas… Eu já superei haha
    Beijos

    Curtir

  4. eu sempre achei relacionamentos complicados; na verdade, quando o assunto é vida amorosa eu só consigo me dar bem comigo mesmo :p
    Mas também sempre acreditei que, se um dia eu chegar a conhecer “a pessoa”, não quero um relacionamento vazio. Eu sempre procuro me entregar 100% para tudo de bom da vida 🙂
    Amei seu texto. Na verdade, seus textos são os melhores que andei lendo ultimamente (acho que já disse isso, né?)
    Beijos :*

    Curtir

  5. Depois de passar por alguns relacionamentos desastrosos, decidi que não queria mais nada serio. Curti a vida, me curti, curti os amigos, a família, coisa que nem sabia mais o que era por causa de pessoas insensíveis que só me afundavam. E quando eu lutei para demostrar que não queria nada serio, que queria só curtir, um amigo, parceiro, que hoje é meu marido, pai da minha filha, lutava para quebrar essas paredes de amargura que haviam em minha volta, eu demostrava desinteresse, mas na verdade era medo de me decepcionar novamente. Depois de alguns meses, me dei conta que poderia perder a única pessoa que havia lutado de verdade por mim, por quem eu realmente era, que não estava nem aí para os meus defeitos ou o meu passado, resolvi dar uma chance novamente ao amor, e hoje posso dizer que foi a escolha mais inteligente que fiz. Estamos juntos à 5 anos, e a quase 3 decidimos dar um novo passo, morar juntos, mesmo sem casar no papel, e a quase 2 somos pais, muita cumplicidade, amor, respeito, companheirismo, dividimos todas as tarefas da casa e os cuidados com a nossa filha, todos dizem que tirei a sorte grande de me envolver com ele, e já pensou se eu não tivesse dado uma nova chance e mergulhar 100% de cabeça hehehe Desculpa o comentário enorme, mas foi sincero 🙂

    Curtir

  6. Creio que já falei uma ou mais vezes, mas volto a falar novamente, VOCÊ ESCREVE MUITO BEM!.
    Sou leigo para julgar o assunto “relacionamentos”, nunca namorei ou me envolvi sério com ninguém, simplesmente pelo fato de que quero aproveitar cada minuto desta minha transição Jovem/Adulto sozinho, do meu jeito.
    Mas de uma coisa eu sei, Ninguém é 100% Perfeito a ponto de não cometer erros, em relacionamentos e até mesmo na vida, dia dia etc e tals.

    Curtir

  7. Já devo ter falado, mas vou falar novamente, EU AMO SEUS TEXTOS! Como sempre com as palavras sábias. Já teve um tempo que eu abria a janela da conversa e ficava pensando “falo ou não falo”, até que eu me cansei e percebi que não era daquilo que eu precisa. Precisamos sim sermos pessoas 100%!

    Curtir

  8. Ai, acho esta questão de ser 100% muito complicada, nem sei se para mim mesmo sou 100%, se nos conhecemos, agimos como 100%, acho que poderá surgir situações onde será necessário surgir um novo ser e ai, já serei o que era antes mais um pouco, ou seja, já era 100% e agora mais de 100 ou….?????? Parabéns pelo texto, gosto muito do seu pensar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s