Nunca esqueça de você

nao se esqueça

Esqueci.Um belo dia, me olhei no espelho e não me reconheci, mas quem nunca? É que às vezes acontece, você quer tanto agradar algumas pessoas que acaba mudando por elas, ou talvez nem seja o querer, mas o próprio convívio. Seja como for, você esquece de si mesmo.

Acontece que a gente vai sendo moldado, pincelado, como uma obra de arte, e nem percebe. Quando viu, já aconteceu, e estamos assim, meio longe de nós mesmos. O grande problema é a cortina de fumaça invisível, que não deixa perceber em que momento se perdeu o auto-reconhecimento.

É que se você se torna apenas uma metade, é dependente, e dependência nunca trouxe resultados bons. É preciso saber discernir dependência de necessidade. Precisar das pessoas é ótimo, mas depender é armadilha. Não me entenda mal, é muito bom quando se tem um mundo compartilhado, principalmente um universo a dois. É legal, é bonitinho, mas em excesso, uma hora pesa. E assim, inevitavelmente, alguns relacionamentos terminam, e me refiro a qualquer tipo de relação.

Se você se perde, no meio de um relacionamento, ainda é seguro, porque parece que você ainda tem uma corda para segurar. O problema é quando acaba e você está perdido, aí coloque o cinto, porque vai ficar pior. É não saber o que é certo, o que é errado. É ficar perdido, desesperado, e não saber de que ponto partir. É cair mil vezes, e a cada queda, se abalar mais.

E parece que nunca vai dar certo, que a maré nunca vai virar. É não saber pra onde ir, com quem conversar e até arrumar a porcaria do quarto, fica difícil. É perder a auto-estima, o respeito e o amor próprio. É entrar em parafuso, como quem entra numa piscina funda, sem saber nada. É querer amor, compreensão e admiração. Ficar carente, confuso e revoltado, é querer tudo e receber nada em troca. É esquecer que a vida não vai te dar aquilo que você não tem.

Então nessas horas, é preciso parar de correr. É ter paciência, desfrutar o momento insólito de estar no fundo do poço, saborear a própria derrota. Acontece que se você sempre ganha, aprende a conhecer o caminho das vitórias, mas quando você perde, o gosto da derrota é tão amargo, que você não esquece jamais.

É nessa hora que a conversão acontece. É nesse momento que você se acha, que os olhos se abrem e a maré vira. De uma hora pra outra, as coisas acontecem, as pessoas chegam, os sentimentos voltam e o cansaço passa. É quando o auto-desprezo acaba, a auto-sabotagem termina, e você finalmente lembra quem você era. É entender a lei de causa e efeito.

E para não repetir o erro, conheça-se a si mesmo, quantas vezes forem necessárias. É conversar com você mesmo, pelo menos uma vez por dia e se olhar no espelho toda manhã, só pra ter certeza que ainda está aí. E se tiver que esquecer algo, esqueça os compromissos, as obrigações e os dias. Esqueça os problemas, as feridas, as pessoas e os horários, mas nunca, sob hipótese alguma, esqueça de você.

Anúncios

4 comentários em “Nunca esqueça de você”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s