O prefácio do fim

o prefacio do fim

Estou aqui do seu lado, olhando para o teto, enquanto você dorme. É que hoje, perdi o sono. Provavelmente, estamos na parte mais dolorosa de uma relação amorosa. Já se perguntou por que as pessoas antes de morrer dão um último suspiro? Provavelmente, é assim nos relacionamentos, talvez, é disto que se trata o prefácio do fim.

O prefácio, é aquele momento em que você percebe que está tudo desmoronando, caindo diante dos seus olhos e, simplesmente, não pode fazer nada. É o pior momento porque você se sente morando no limbo. Você sonha a cada dia que, ao acordar, tudo se ajeite, mas não, sempre piora. É um terrorismo psicológico que, aos poucos, como veneno vai te matando.

Aliás, preciso confessar que, há vários dias, me sinto desconfortável dormindo na mesma cama. É que quando te observo não consigo te reconhecer mais, me sinto um estranho dentro de casa. E assim, vamos perdendo as bases: a confiança, o carinho e o respeito, tudo que nos unia. E não importa quantas vezes a gente diga que se ama, porque sabemos que, antagonicamente, o que acontece aqui é puro desamor.

Para ser sincero, sinto um nó na garganta, por saber que não cumpriremos as inúmeras promessas, ou construiremos juntos os mesmos sonhos, nem poderemos dizer “chegamos lá”. Inclusive, muito provavelmente, não terei uma filha que me lembre a sua foto de criança, que eu tanto gosto. Para ser honesto, não sei como conseguirei passar o inverno longe de você, ou as férias de verão, aliás, não consigo nem imaginar como seria passar uma semana sem beijar o seu rosto ou brincar com as suas mãos.

Enquanto tento pegar no sono, o coração vai ficando pequeno, acelerando a cada minuto que passa, porque percebo que tudo que temos agora, são apenas lembranças. Hoje, somos dois desconhecidos dormindo na mesma cama. E como brincando, desenho teu corpo na minha mente, com todas as tuas marcas, que só eu conheço, pensando que simplesmente um dia, irei esquecê-las, uma por uma. Aliás, lembro exatamente o dia em que, infantilmente, comemorei dentro de mim quando as decorei. Começo a me sentir nostálgico.

Não que eu queira, mas sem querer, vou me lembrando de cada momento nosso, do primeiro encontro às declarações, das surpresas às despedidas, das loucuras às tardes entediantes sem nada para fazer, e de lembrança em lembrança, a noite vai se tornando infinita. Repentinamente, te abraço forte, te esmago, como se eu já previsse a falta que, te abraçar à noite, fará na minha vida.

E assim, o amor vai ficando pequeno. Enorme, só o vazio. Aos poucos, vou me conformando com a ideia de que estamos nos acréscimos da partida, no último capítulo, nos créditos finais do filme que vimos ontem. Aliás, queria encontrar o momento exato em que a gente se perdeu, mas simplesmente não consigo, me sinto incapaz. Vou me consolando com a percepção de que talvez a nossa sorte é não dar certo. Quem sabe, o futuro nos reserve melhores histórias de amor por aí.

E desse jeito, vou enfrentando a madrugada, e como nunca, percebo quanto o silêncio da noite é traiçoeiro com os pensamentos. Enquanto isso, continuo te abraçando forte, simultaneamente, você acorda – entre sonhos – e me pede para não te apertar muito.

Sinto muito, não é por te contrariar, mas hoje, eu não vou poder diminuir a intensidade deste abraço. É que por instinto, lá no fundo, a gente sabe quando uma história chega ao fim. E não é estranho sentir isso? Por algum motivo, a alma sempre sabe quando é o último suspiro.

Anúncios

49 comentários em “O prefácio do fim”

  1. “Enquanto tento pegar no sono, o coração vai ficando pequeno, acelerando a cada minuto que passa, porque percebo que tudo que temos agora, são apenas lembranças.”… Que trecho é esse que vai martelar na minha mente por horas? Cara sou suspeitissimo pra falar, amo essa linha de texto, viajei, imaginei cada detalhe como um filme. Muito bom, parabens!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Não sei nem como dizer o quanto gosto dos teus textos! São incríveis, e dizem tudo o que têm que dizer.
    Infelizmente a gente sempre sabe do fim. Por mais que continuemos a tentar e tentar, por mais que a gente tente se enganar a esse ponto, a gente sente, e o “fim” nunca é de repente, sempre tem um começo. Olha só, eu filosofando né hahaha
    Enfim, parabéns pelo texto, incrível, de uma sensibilidade inexplicável ❤

    Curtir

  3. Sério, seus textos são maravilhosos!
    Ele me fez imaginar como é grande a quantidade de casais que acabam desse jeito, com um relacionamento vazio. Pode ser triste, mas é verdade, né?
    Mas, em fim, só te digo uma coisa: pega todos esses seus textos lindos e coloca num livro de crônicas 😀
    beijos.

    Curtir

  4. Cara, o que foi isso? Que texto! Como todos os outros textos seus que eu já li, esse foi mais um que me prendeu até o fim. Cara, sério, parabéns!!!!

    Curtir

  5. Uau! Não se foi porque me identifiquei demais… ora me via, ora imaginava meu ex… mas me emocionei.
    Infelizmente a gente sempre sabe que o fim está pra chegar, mas nem sempre quer acreditar!
    Nem sempre o fim é sinal de que não deu certo… mas de que foi bom enquanto durou. Tal como o fim do meu casamento que chegou antes que o respeito findasse e que a convivência se tornasse insuportável.
    Sabe o que é pior?
    Descobrir que era exatamente desse fim que eu estava precisando… Foda, né?
    Parabéns pelo texto. Incrível!

    Um beijo.

    Curtir

  6. Fiquei tão extasiada ao ler seu texto que chego a estar tonta. Suas palavras foram tão profundas e assertivas que fizeram com que eu conseguisse sentir toda a situação que você descreveu. Parabéns por esse dom maravilhoso, nunca pare de escrever. Estou seguindo o seu blog por e-mail, te adicionei no facebook e curti sua fanpage.

    Me chama de Bella

    Curtir

  7. Texto tão intenso ♥ Sou apaixonada por temas assim. O fim de uma história é uma das coisas mais dolorosas que existem, por mais que tentemos aceitar numa boa, dói demais e não passa tão rápido. Requer um cuidado absurdo. Enfim, texto incrível.

    Curtir

  8. Caramba, que dom, hein? Não é o primeiro texto teu que eu leio e também não é o primeiro que me emociona, tem tanta verdade nas tuas palavras, sabe? Sério, sua escrita é sensacional, parabéns mesmo!

    Curtir

  9. Caramba, que dom, hein? Não é o primeiro texto teu que eu leio e também não é o primeiro que me emociona! Há tenta verdade nas tuas palavras… sua escrita é sensacional e encantadora! Parabéns, parabéns mesmo! Continue escrevendo sempre, viu?

    Curtir

  10. Caramba, que dom, hein? Não é o primeiro texto teu que eu leio e também não é o primeiro que me emociona! Há tenta verdade nas tuas palavras… sua escrita é sensacional e encantadora! Parabéns, parabéns mesmo! Continue escrevendo sempre, viu?

    Curtir

  11. Chorando horrores. Terminei há pouco e acho q era esse o sentimento dele, por mais q eu não queira aceitar o fim, rs…
    Parabéns pelo texto, escreve mt bem.. Bjs

    Curtir

  12. Juro que nunca tinha lido um texto sobre término de namoro tão bonito. Eu amei cada palavra que você escreveu, e pude me imaginar escrevendo-as, infelizmente. O texto é lindo, já até coloquei nos meus favoritos. Parabéns pelo blog, estou seguindo (e amando). Aguardo novas postagens! 💙

    Curtir

  13. “É que por instinto, lá no fundo, a gente sabe quando uma história chega ao fim. E não é estranho sentir isso? Por algum motivo, a alma sempre sabe quando é o último suspiro. ” Me descrevendo no momento com perfeição. Não sei se pelo texto retratar com perfeição o que estou vivendo, mas senti esse texto em cada linha, cada vírgula. Já li ele umas três vezes antes de comentar. Amei!

    [www.entrecartaseamores.com]

    Curtir

  14. Cara, você me surpreende com seus textos ♥♥ Você redigiu ele lindamente, parabéns!
    “Por algum motivo, a alma sempre sabe quando é o último suspiro.” No final só me restou as lágrimas. Maravilhoso esse texto!
    Beijão

    Curtir

  15. Sem duvidas esse eh o texto mais lindo que eu ja li, traz todo um sofrimento e conformismo encantadoramente nostalgicos. Meus sinceros agradecimentos aos escritor, por compartilhar com o mundo essas palavras tao romanticas e realistas!

    Curtir

  16. O texto que me trouxe nessa pagina foi: “Ela tem amor de cachorro”, o qual uma amiga havia compartilhado no facebook. Mas alem desse lindo texto, eu me deparo com outros textos lindíssimos.
    Só que os meus olhos começaram a brilhar na mesma hora que vim um titulo “O prefácio do fim”, logo comecei a imagina que falaria sobre o fim de um relacionamento, ou algo assim. E meu coração foi as lagrimas juntos com meus olhos a cada palavra lida com toda ansiedade pra saber como terminaria … Essas linhas conta exatamente o momento pelo qual estou passando. E te confesso que ao terminar de lê, eu tive a sensação que havia tomado algum remédio, e a dor começava a passar em instantes. E nesse exato momento sentir uma sensação de alivio. Um alivio que me fez pensar e enxergar a minha vida de uma outra forma.
    Obrigada por compartilhar lindos textos como esse!

    Curtir

    1. Olá Ivanuza, fico muito feliz em ler seu comentário! Fico feliz também por saber que meu texto lhe deu conforto. Espero que tudo ocorra bem na sua história! Quando precisar, estarei sempre por aqui, com meus textos 🙂 Obrigado a você!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s