Deu vontade de você

deu vontade de voce

Coisa boa quando a gente sente vontade de alguém, não é? E não pode ser qualquer alguém, mas aquela pessoa específica. Aquela que mexe com você, que no meio da escuridão ainda te enxerga, que te faz sentir algo diferente, que deixa sempre a porta aberta. Pois é, essa pessoa é você que, meio sem querer, conquista meus desejos.

É aquela vontade que vem devagar, crescendo a passos lentos, que incomoda, mas ainda assim é confortável. É que há vontades que no fundo a gente sabe ou pelo menos torce que irá matar. Aliás, quem dera pudéssemos sempre matar as nossas vontades. Como quem tem fome e come, tem sono e dorme ou tem vontade de amar e ama. Acontece que a vida vai nos obrigando a equilibrar as vontades.

Não fosse pouco, os dias vão ficando corridos, e as obrigações mais pesadas: são contas para pagar, problemas que surgem, as rotinas da vida, a idade e experiências vividas que vão nos tornando cada vez mais chatos e exigentes. Em outras palavras, a vida vai nos tirando um pouco o tesão das coisas.

Para minha surpresa, assim como outros dias, hoje novamente me veio uma vontade enorme de você. É uma vontade que não se sacia apenas no pensamento, que não se substitui, que não pode ser enganada, que vem para ser matada, que vem com convicção, com certeza. Tem que ser você.

É essa sensação plena de te ter, de entrar na sua viagem, entrar na dança, de pagar para ver, o preço que for necessário, com juros e a vista. E de pensamento em pensamento, me perco na imaginação das minhas mais puras vontades: de beijar o seu pescoço até sentir na sua pele arrepios, e lentamente, ir colocando a minha mão na sua nuca e sussurrar as bobagens certas, até sentir os barulhos mais íntimos que, naquele momento, você pode fazer.

E, aos poucos, ir te desvendando, em pequenos intervalos. Com a calma que o momento merece, tirar a sua roupa, pouco a pouco, como quem brinca de magia, como quem se sente o dono do palco. E a cada peça, um novo toque, uma caricia delicada, de reconhecimento, de curiosidade, que instigue o que ainda está por vir.

E que o frio se torne quente e o ar fique ofegante, como quem sente dificuldade de respirar na altitude. E aos poucos, sentir você se entregando ao jogo, se rendendo, jogando a toalha. Jogando também seus limites, seus pudores, e finalmente, o seu corpo, na cama. Perder o juízo, se é que ainda temos, ou deixamos entre as roupas jogadas no chão.

De repente, acelerar as batidas. O desejo transbordar e a adrenalina tomar conta, até ficar subitamente incontrolável. Te devorar com beijos, com mordidas, sentir o gosto de cada parte do teu corpo e te tocar inteiramente – como quem molda uma escultura com as mãos -até me saciar, completamente, de você.

E ficar pertinho, tão perto, que pareça que os próprios corpos atrapalhem, que de algum jeito, eu possa tocar a sua alma. Que os nossos pés se entrelacem, com força, com vontade, como quem perde o próprio controle do seu corpo e se entrega de cabeça ao prazer. Que suas mãos apertem as minhas, de um jeito que eu entenda as palavras, que naquele momento, tomada de prazer, você não consiga dizer.

E assim, irmos nos repetindo, uma e outra vez, até que os corpos cansem, o desejo esvazie, os pulmões fiquem sem fôlego, e as bocas secas, sem palavras para dizer. Que não sobrem forças para nada, e fiquem apenas o suor e o prazer, que lentamente se dispersará. E como quem esquece as chatices da vida e finalmente ganha na loteria, eu possa dizer:

Deu vontade de você, faz um bom tempo, mas felizmente a de hoje eu matei.

Anúncios

71 comentários em “Deu vontade de você”

  1. As vezes só sentimos vontade de alguém quando perdemos a pessoa, é triste porém é do ser humano.. Temos que melhorar muito isso!
    Seu blog é lindo! Bjs

    Curtir

  2. Ah …essas vontades… a minha é to tipo que não se mata pois nao teve a fase dos dias corridos e das obrigações… o e a vida tratou de distanciar ….mas que marcou profundamente, então a vontade sempre vem…

    Curtir

  3. Amei seu texto, simplesmente incrível… Amei a delicadeza e a sutilidade pra escrever, apesar da intensidade e clareza… Muito bom, de verdade!
    Agora imagina essa vontade pra quem namora alguém de outra cidade? hahahah… Pelo menos nos vemos todo fim de semana, então é sempre nosso dia de ganhar na loteria, depois de uma semana contando os dias…
    Beijos!

    Curtir

  4. Incrível! Simplesmente incrível! Adorei o modo como escreve desde que conheci pela página lá no Facebook! Uma leitura que não cansa e que nos encanta! Muito bom!
    Beijos

    Curtir

  5. Sempre tenho vontade desse alguém. De alguns que já se passaram e não me interessam mais, mas que sinto falta de alguns pontos. Enfim, sinto vontade de alguém que plenamente ainda não conheci, mas sinto. Texto muito bem escrito, como sempre! Beijos

    Curtir

  6. É o sentimento mas maravilhoso e mais chato do mundo, naqueles dias que a sua vontade do outro é tão grande que parece que você não vai conseguir respirar sem isso! Texto maravilhoso!

    Curtir

  7. Nossa! Que texto incrível … os detalhes descritos facilmente nos levam a imaginar a cena por completo e aí …. Não sei se o que mais gostei foi da sua sensibilidade ou porque o texto traduziu exatamente a vontade que passei ontem ao rever alguém que infelizmente não pude matar a vontade … e agora ela só aumentou …

    Curtir

  8. Nossa… Excelente! Sabe 50 tons de cinza? Fica no chinelo. O seu texto nos coloca diante de um desejo real, de gente de verdade, desejando gente de verdade. Aff… Deu onda! Rssss. Obrigada pelos textos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s