Não seremos mais um clichê

cliche

Moço, quero que saiba que não seremos mais um clichê.

Eu quero um amor daqueles que me fazem acordar pensando na pessoa e ter vontade de ligar para dar boa noite antes de dormir. Desses que os dois fazem questão de lembrar o quanto são importantes na vida do outro, que não negam sentimentos e nem caricias, que são livres a ponto de prender-se a um coração.

Quero me imaginar passando a vida inteira com alguém, contemplando a solidão a dois na velhice. Quero receber flores e chocolates, sem motivo algum, em dias quaisquer. Quero massagens, cócegas e aquelas brincadeiras idiotas na fila do mercado. Talvez eu queira mesmo a leveza de um coração bobo.

Quero colocar uma aliança no dedo e trocar o nosso status de relacionamento no Facebook, só para receber inúmeros coraçãozinhos de pessoas que torcem por nós. Levar na lembrança todos os detalhes bobos do romantismo. Guardar uma música que conte a nossa história, tirar fotos no meio da praça, em cima da cama e dentro do carro. Quero beijar na chuva, no sol, na praia e no estádio. Não quero poupar os meus “te amo”.

Poder sair de mãos dadas e dormir juntos sempre que der vontade, sem medo de ser vistos ou negados por ninguém, passear feitos um abre-alas no carnaval. Quero alguém que se esforce para me ver quando o coração pedir, e que entenda a minha saudade quando estiver ausente. Brinquemos juntos, mas não com nossos sentimentos.

Alguém para compartilhar os segredos da cama e da vida, e à noite dormir de conchinha. Preparar o almoço juntos, a janta e a sobremesa. Preparar a casa, escolher os móveis e os nomes dos bichinhos e filhos que um dia virão. Imaginar a cada ano nossos planos de aposentadoria. Alguém para preparar uma vida inteira.

Quero todos os nuances do amor, e que nos vejam como incompreendidos mesmo, que nos julguem por isso. Sinceramente? Eu não ligo. Eu quero um amor verdadeiro, com todas as suas esquisitices e peculiaridades, com todos os seus rituais e suas infantilidades. Um amor ingênuo, com todas as singularidades que temos direito.

Então é isso, moço. Não quero um filme romântico transpassado para minha vida, quero mesmo é amor de verdade. Estar com alguém com vontade e coragem de amar. Um amor que não se esconde, não disfarce e não simule. Por isso, se vier comigo, seremos bravura e sinceridade. Assumir que queremos entregar-nos a um amor, com todas as letras? Eu chamo isso de maturidade.

Não seremos mais um clichê. Até porque, hoje em dia, clichê mesmo é não amar.

Anúncios

25 comentários em “Não seremos mais um clichê”

  1. Que texto lindo, quase amoleceu meu coração para tentar um amor de verdade, um amor não cliche kk Mas foi quase, quem sabe lendo mais textos assim o coração de pedra não amoleça, né mesmo?!
    Como me dizem uma hora vou ter que me relacionar, casar, ter filhos, familia, sinceramente? Eu não quero nada disso, mas se for para acontecer que seja do jeito que tu falou “Um amor que não se esconde, não disfarce e não simule.”

    Curtir

  2. Que texto lindo, deu até saudade do meu namorado agora hahaha. Amo quando alguém nos completa e sabe ser divertido, nada mais agradável do que dar várias risadas e nos animar ou escutar nossos desabafos quando estamos passando por dias ruins. Sem dúvida é ótimo quando somos melhores amigos do nosso amor.

    beijos,
    deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

    Curtir

  3. Mas genteee, chorei real! Que coisa mais linda, parabéns de verdade. O jeito com que escreve fez com que transpasse exatamente o sentimento que provavelmente você espera passar. Lembrei do meu relacionamento e como é importante eu dar valor à ele, já que ele foi praticamente descrito nesse texto ❤

    Curtir

  4. Mas que texto massa! Tu escreve muito bem e eu estou completamente apaixonada. É o tipo de amor que eu quero na minha vidinha sem graça, kkkk. Adorei ❤

    Curtir

  5. Sabe, isso me fez repensar sobre meu relacionamento. E ver o quanto somos incríveis juntos, o quanto a forma como nos relacionamos preenche nossos corações e colore as nossas vidas. Que as poucas ausências, que as minhas regras pessoais insistem em dizer que existem, na verdade, são nada, perto do aconchego e que é o que estou vivendo atualmente.
    Só estou dizendo isso porque tenho feito muitas renuncias em nome de um orgulho que eu ainda carrego e ontem fiz chover uma tempestade em nós dois e hoje o seu texto me ensinou a valorizar mais o tesouro que é o pequeno mundo que já tenho.
    Amei o texto ♥

    http://www.ultimobiscoito.com

    Curtir

  6. Essa última frase “clichê mesmo é não amar” define TUDO o que eu penso sobre o século que estamos vivendo ❤
    Esse texto é incrível, me senti abraçada por ele e fiquei com vontade de lê-lo para o meu amorzinho, rs.

    Curtir

  7. Primeiro, deixa eu falar que sou apaixonada por esse blog! Amo todos os seus textos, parabéns!!!
    Agora, melhor do que ler esse texto incrível, é ler esse texto com um sorriso no rosto, sabendo de todo o coração que eu encontrei essa pessoa que aceita todos os clichês da vida comigo. Que topa tudo sorrindo. Que faz planos e mais planos. Que desperta o melhor de mim. Que não tem vergonha em dizer que me ama com todas as forças, em qualquer lugar que nós estejamos. Acho que, no final, é pra isso que vc escreve, né? Pra atingir as pessoas de alguma forma. Comigo, vc conseguiu! E eu, além de agradecer, só posso pedir pra você nunca parar de escrever! ❤

    Curtido por 1 pessoa

  8. eu te juro que me arrepiei lendo esse texto! que escrita linda e cativante, Francisco! “Por isso, se vier comigo, seremos bravura e sinceridade. Assumir que queremos entregar-nos a um amor, com todas as letras? Eu chamo isso de maturidade.” esse foi meu trecho favorito, a maturidade de saber que voce está com a pessoa certa e ter a coragem para se entregar, jogando um grande dane-se para o mundo<3

    Curtido por 1 pessoa

  9. Faz um tempinho que não entro aqui :p desculpa! haha Ah, mas como sempre tem textos incríveis *-* nossa, fiquei encantada com essa crônica. Parabéns!!

    Eu fico imaginando casais assim como os que você descreveu, que não consideram suas vidas amorosas clichês simplesmente por serem SÓ deles ❤ isso é tão bonito! Eu me apaixonei pelo trechinho que diz: "Eu não ligo. Eu quero um amor verdadeiro, com todas as suas esquisitices e peculiaridades, com todos os seus rituais e suas infantilidades.". Nem sei e tô atrás de amor, mas ter algo assim seria maravilhoso!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s