Te reinvento dentro de mim

pensando

Ainda te penso.

Ainda vejo suas fotos no escuro do meu quarto, fingindo que não me incomoda. Relembro as nossas conversas e espero que você me chame, que diga de alguma forma que lembra de mim, porque isso neste momento me bastaria.

Faz mais de três meses que eu não durmo direito, que o sono deixou de fazer efeito. Se eu pudesse, queria poder mudar o destino e reencontrar algum caminho que não sei bem se ele realmente existiu.

Queria prometer as coisas que você gostaria de ouvir, queria te convencer a ficar. Gostaria de encontrar argumentos suficientes para que você perceba o meu amor, mesmo sabendo que você sabe.

Sem querer, te quero. Sem te ter, te sinto. Sem dizer que eu te amo, eu digo.

A verdade é que você ainda está em mim porque eu te alimento. Você não vai embora, porque eu não deixo. Você não desaparece, porque eu fico te reinventando dentro de mim. Não posso me culpar pelas coisas que eu fiz, se quem decidiu nosso destino foi você.

Mesmo te esperando com toda a minha paciência, pode ser que um dia isso acabe, pode ser que um dia chegue alguém que me distraia do seu sorriso. Que me faça esquecer o seu jeito de conversar sobre tudo, pode ser que um dia me encontrem enquanto tento me esconder.

Se um dia isso acontecer, meu coração não terá devolução e deixará de ser seu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: