Que sempre nos falte amor

1414141

Desde novos nos ensinam que devemos fazer pequenos sacrifícios por amor. Devemos abraçar quem não gostamos, por amor. Devemos ser carinhosos na hora que não queremos ser carinhosos, por amor.

Devemos agradar aos que nos amam, por amor.

Devemos trabalhar com felicidade, por amor. Devemos ficar no casamento fracassado, por amor ao tempo juntos, por amor aos filhos, por amor. Devemos trilhar a vida que nossos pais desenharam para nós, por amor.

Devemos aceitar que o mundo é do jeito que os outros dizem que deve ser, por amor ao pertencimento, ao vínculo, aos padrões sociais.

Devemos aceitar mentiras, devemos aceitar desrespeito, devemos desistir dos nossos sonhos e também ser feliz pelos sonhos do outro se realizando, porque isso definitivamente é amor.

Devemos chorar quando um relacionamento termina e ficar tristes (mesmo quando o relacionamento seja tóxico, mesmo quando a pessoa não tenha um pingo de consideração), porque se você não se isolar no seu quarto durante dois meses, não era amor.

Devemos ficar para sempre onde não queremos mais ficar para sempre, por amor.

Devemos ao mundo muita coisa por amor. Por amor a quem? Por amor a quê? Talvez não conhecemos o verdadeiro significado de amor e, pior do que isso, se utilizaram desse conceito para fazer um jogo sujo nas nossas vidas, com obrigações, falsidades e sofrimento.

Por isso, deixo aqui uma revolução: Enquanto não souberem o que é amor, não viveremos por ele.

Que sempre nos falte esse tipo de amor, mas que nunca nos falte a verdade e a liberdade.

Porque ouvi falar que o amor é livre. (Já pensou? Alguém te amar sem peso algum, apenas por amor?)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: